Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Intensificação de vistorias reprime delitos ambientais na Amazônia Legal
Início do conteúdo da página

Intensificação de vistorias reprime delitos ambientais na Amazônia Legal

Publicado: Sábado, 23 de Maio de 2020, 19h25

Brasília (DF), 23/05/2020 – Nas últimas horas, mais de R$ 4 milhões foram aplicados em multas, durante fiscalização em cinco madeireiras e 48 propriedades no município de Candeias do Jamari, no Estado de Rondônia. Os militares das Forças Armadas atuam de forma integrada com Instituições Federais, Entidades Públicas de Proteção Ambiental e Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização.

Em apoio ao trabalho do IBAMA, foram apreendidos 100,88 metros cúbicos de madeira, na região de Araras, em Rondônia, e aplicada multa no valor de R$ 30.264,55. Uma lâmina de motosserra e um pulverizador foram recolhidos na região do município de Boca do Acre, no Amazonas. As inspeções fluviais na calha do Rio Madeira e no Igarapé foram intensificadas. Militares apoiaram a fiscalização do IBAMA na localidade de Tarauacá, no Acre, e outro destacamento instalou um Posto de Bloqueio e Controle Fluvial no Rio Moa.

Na área de atuação do Comando Conjunto Barão de Melgaço (CCj BM), que cobre o Estado de Mato Grosso, foram revistados 30 veículos nas localidades de Primavera do Leste, Corixá e Rondonópolis. Na localidade de Comodoro foram apreendidos 373,72 m³ de madeira. No mesmo município e em Rondonópolis, foram apreendidos 11 caminhões e uma viatura, além de aplicado um termo de infração.

Em apoio aos demais órgãos que integram a Operação Verde Brasil 2, os militares atuam em Postos de Bloqueio de Controle de Estradas, em patrulhamentos e vistoria de veículos e embarcações. As vistorias também ocorrem nos rios da Amazônia Legal. Ocorreram inspeções na calha do Rio Madeira, em Rondônia e em rios do Amazonas. No total, foram revistadas 54 embarcações.

No Para, no município de Medicilândia, foram revistados e apreendidos três caminhões. No município de São Félix do Xingu, foi apreendida uma escavadeira. As vistorias resultaram na apreensão de 170,00 metros cúbicos de madeira. No trecho entre Uruará e Altamira, foi estabelecido Posto de Bloqueio e Controle de Estrada no Km 130 da BR-230. Três pessoas foram detidas em Medicilândia.

Já na região de Belém e Almerim, foram vistoriadas cinco embarcações pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental e pelo Centro de Navegação e Hidrografia do Norte. Essa atuação resultou na apreensão de uma embarcação.

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pela Vice-Presidência da República, em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020, e tem validade para o período de 11 de maio a 10 de junho do corrente ano.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Príncipe da Beira (CCj PB), em Porto Velho (RO); Comando Conjunto Barão de Melgaço (CCj BM), em Cuiabá (MT); e Comando Conjunto Marechal Soares de Andrea (CCj MSA), em Belém (PA). Assim como na Operação Verde Brasil, ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir de Brasília (DF). Ainda participam da missão integrantes da Polícia Federal, Policia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Força Nacional de Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

Para acessar fotos da Operação Verde Brasil 2, visite o Flickr da Operação.

Por Tenente Indira Efel, com Comandos Conjuntos.
Fotos: divulgação Forças Armadas

Saiba mais:

No Pará, militares e agentes reprimem delitos ambientais durante a madrugada
Apreensões de madeira e caminhões em Mato Grosso somam R$ 10,5 milhões
Operação Verde Brasil 2 também coíbe crimes não ambientais

Confira os destaques da semana:

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página