Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Idosos voltam à infância em oficina realizada por rondonistas
Início do conteúdo da página

Idosos voltam à infância em oficina realizada por rondonistas

Publicado: Segunda, 22 de Julho de 2019, 11h23

Acrelândia (AC), 22/07/2019 - “Corpo e Mente Saudável” foi a oficina desenvolvida por estudantes e professores da Universidade São Francisco (USF), localizada em Bragança Paulista (SP), ao público da terceira idade de Acrelândia (AC). A atividade lúdica ocorreu, semana passada, e fez parte do cronograma de atividades da Operação Vale do Acre do Projeto Rondon. A ação ocorreu entre 6 e 20 de julho.

Marina Nobre, 27 anos, foi uma das palestrantes e relatou que o foco principal da atividade consistia em “desenvolver a criança interior” dos participantes. A estudante do 8º período de medicina informou que o público foi composto de idosos em situação de vulnerabilidade social, indicados pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município.

Oficina foi dividida em momento de brincadeiras e de música e dança

A oficina foi dividida em dois momentos: o primeiro, com brincadeiras, e o segundo, com músicas e dança. Usando bexigas coloridas e divididos em quatro grupos, os idosos e os universitários se divertiram brincando de batata quente. “A bexiga que estourasse, a pessoa tinha que contar um causo da sua vida, de sua infância, de coisas que tinha aprontado”, disse Marina.


Mãe de 11 filhos, Antonia Elias Pereira, 66 anos, disse que foi um grande prazer poder participar do momento de descontração com os rondonistas. “Gostei demais. A gente lembrar da nossa infância, a gente tinha muito lazer. Foi também lembrar das coisas que a gente aprontava quando criança”, lembrou.

Para a estudante de medicina, o contato com pessoas tão experientes deixa a lição de valorizar a simplicidade. “Aprendi muito com as falas deles. Aprendi que dou importância para coisas que são extremamente desimportantes”, declarou a universitária. Marina disse ter aprendido a não dar tanta importância a certos problemas. “Às vezes, pensamos que um problema é muito grande e o Rondon veio para mostrar que não. Aqui você vê pessoas com realidade muito diferente da sua, com condições inferiores, que conseguem ter alegria, ter planejamento e realizar as coisas da melhor forma possível. ”, exemplificou.

Os rondonistas desenvolveram no munícipio de Acrelândia atividades nas áreas de cultura, educação, agricultura, agronomia, educação, entre outras. Integraram o cronograma de oficinas para o munícipio acreano: capacitações para professores em metodologias; para agentes comunitários de saúde, oficinas de fossa séptica, irrigação, reaproveitamento de resíduos; horta comunitária, mídias sociais, comunicação com autoridades, biojoias, educação sexual, entre outras atividades.

Foco principal da atividade consistia em desenvolver a criança interior dos idosos

Projeto Rondon

O Projeto Rondon é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério da Defesa. São parceiros da iniciativa os ministérios da Educação; da Justiça e Segurança Pública; da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; da Cidadania; da Saúde; do Meio Ambiente; do Desenvolvimento Regional; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Secretaria de Governo da Presidência da República.
A ação visa contribuir para a inclusão social e a redução das desigualdades regionais e levar soluções sustentáveis às comunidades, auxiliando os estudantes universitários nos processos de desenvolvimento e fortalecimento da cidadania.

A iniciativa é desenvolvida com o apoio das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), responsáveis por proporcionar o suporte logístico e a segurança necessários às operações. Possui ainda a cooperação das Instituições de Ensino Superior (IES), dos Governos Estaduais e das Prefeituras Municipais.

Por Lane Barreto

Fotos: Tereza Sobreira

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)

Ministério da Defesa

(61) 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página