Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Ministérios parceiros do Projeto Rondon traçam atuação para 2019
Início do conteúdo da página

Ministérios parceiros do Projeto Rondon traçam atuação para 2019

Publicado: Terça, 14 de Maio de 2019, 13h10

 Brasília, 14/05/2019 – A Coordenação-Geral do Projeto Rondon coordenou, na segunda-feira (13), a primeira reunião do Comitê de Orientação e Supervisão (COS) do Projeto Rondon do ano de 2019.

O COS foi criado pelo Decreto de 14 de janeiro de 2005 e executa as ações do Projeto Rondon, orienta a política de atuação do Projeto Rondon e­ propõe diretrizes para as atividades a serem desenvolvidas. Atualmente, o Comitê é composto pelos Ministérios da Defesa (coordenador), da Educação, da Cidadania, da Saúde, do Meio Ambiente, do Desenvolvimento Regional e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e pela Secretaria de Governo da Presidência da República. Também participaram da reunião representantes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), Instituições convidadas pelo Projeto Rondon.

Na reunião, foi apresentado o edital da Operação Yaguaru, que será realizada em janeiro de 2020, no estado do Paraná, e a minuta do novo Decreto do Projeto Rondon, que agregará os Ministérios da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e da Justiça e Segurança Pública ao COS, que tinham representantes na reunião.

O Coordenador-Geral do Projeto Rondon, vice-almirante Barros Coutinho, abriu a reunião, dando as boas-vindas aos representantes dos ministérios e afirmando que a interação do COS pode proporcionar o incremento das políticas públicas das diversas pastas. Ao final, afirmou que “o Projeto Rondon proporciona que os rondonistas vejam um Brasil sem maquiagem”.

O representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Christian Schneider, frisou que “cada Ministério do COS tem a responsabilidade de propor ações e acompanhar as atividades do Projeto Rondon”.

Lorena Carvalho, oficial de projetos da UNESCO, relembrou o momento em que as Instituições se conheceram e iniciaram um processo de parceria, visando fomentar o desenvolvimento sustentável. “A UNESCO pode contribuir no desenvolvimento da cultura, educação e meio ambiente”, destacou.  

O edital da Operação Yaguaru será lançado até o fim de maio e selecionará propostas de trabalhos enviadas pelas Instituições de Ensino Superior que levem em conta a realidade brasileira, as capacidades e os níveis de desenvolvimento, respeitando as políticas e prioridades nacionais e propondo oficinas que contribuam com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as metas a eles associadas, segundo o documento assinado na Assembleia Geral da ONU de 2015, “Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”.

 

 

Com informações da Assessoria de Comunicação do Projeto Rondon

Foto: estagiária Gabriela Rocha

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa 
(61) 3312-4071

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página