Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > PROFESP inicia atividades esportivas e recreativas de 2019
Início do conteúdo da página

PROFESP inicia atividades esportivas e recreativas de 2019

Publicado: Quarta, 13 de Março de 2019, 18h59

Brasília, 13/03/2019 – Cerca de mil crianças e jovens do núcleo atendidas pelo Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX) participaram da abertura das atividades esportivas educacionais do Programa Forças no Esporte (PROFESP) 2019.

A cerimonia ocorreu, na manhã desta quarta-feira (13), na Associação de Esporte e Lazer dos Subtenentes e Sargentos do Exército (ASSEB). E neste clube que os participantes do PROFESP atendidos pelo CCOMGEX praticam esportes e outras atividades inclusivas.

Crianças e jovens entoaram Hino Nacional durante abertura das atividades do PROFESP 2019

No início da solenidade, o Hino Nacional foi entoado pelas crianças e jovens. Em seguida, foi exibido um vídeo institucional do programa. No local, são oferecidas, no contraturno escolar, de duas a três vezes por semana, oficinas de vôlei, tênis, futebol, basquete, handebol, atletismo, capoeira, navegação à vela, ginástica, recreação, teatro, inglês, espanhol, dança e artes.

O comandante do CCOMGEX, general Carlos Alberto Dahmer, agradeceu às autoridades presentes, aos parceiros, aos professores e aos coordenadores do programa. “É uma honra iniciar as atividades do programa no prazo”, disse. Atuando na função de coordenador do núcleo que abriga o maior número de crianças no Brasil, o comandante do CCOMGEX destacou a importância do programa que “integra vários ministérios e parceiros”.

Desenvolvido pelo Ministério da Defesa (MD), o PROFESP conta com parceria de três ministérios: da Cidadania, da Educação e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Acompanhado do diretor do Departamento de Desporto Militar (DDM) do MD, do comandante do CCOMGEX e de autoridades, o ministro da Educação, professor Ricardo Vélez Rodríguez, percorreu as oficinas esportivas e recreativas. “É um projeto de suma importância, pois auxilia, e muito, no processo de ensino e aprendizagem, além de dar um novo horizonte para esta meninada que busca um futuro melhor”, avaliou.

Diogo Oliveira, 10 anos, cursa o 5º ano do ensino fundamental na Escola Classe 01 do Itapoã (DF), possui deficiência física e ingressou no Programa, neste ano. Ele irá frequentar o núcleo às segundas, terças e quartas, e conta quais modalidades iniciou. “Esse é o meu terceiro dia aqui e estou fazendo basquete e futebol”, diz o menino.

À frente, Laís Saraiva e Diogo Oliveira, 10 anos, da Escola Classe 01 do Itapoã

Ele está sendo acompanhado pela monitora Laís Saraiva, que possui a responsabilidade de leva-lo da escola até o clube.

Laís que há dois integrava o PROFESP como aluna, hoje trabalha com crianças. “É muito emocionante estar cuidando deles, assim como os professores cuidaram de mim quando eu era atendida pelo programa”, destacou.

Na cerimônia, o diretor do (DDM), general Smicelato, representou o ministro Fernando Azevedo. Ele informou que o programa está sendo expandido devido aos bons resultados demonstrados. “A expectativa é de chegarmos a 30 mil crianças atendidas até o fim do ano”, afirmou.

Esq. para direita, ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, diretor do DDM, general Smicelato e cmte do CCOMGEX, general Dahmer

“O programa tem 15 anos de execução e já recebeu mais de 200 mil crianças. O foco é a inclusão social e o PROFESP utiliza como ferramenta o esporte, atividades socialmente inclusivas, culturais, lúdicas e reforço escolar”, reforçou o general Smicelato. “À tarde, a criança é recebida com o almoço e antes de ir embora recebe um lanche. Quem frequenta o programa na parte da manhã, toma café da manhã, antes de iniciar as atividades”, complementou.

Os alimentos para atender os integrantes do PROFESP são provenientes da agricultura familiar. A coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério da Cidadania, Hetel Santos, ressalta que recentemente foi aprovado pedido de fornecimento ao PROFESP. “Estamos encerrando uma chamada que foi feita para atendimento aqui do DF no valor de R$ 9 milhões. São frutas, verduras, feijão, legumes, grãos, polpas, hortifrútis e produtos do bioma cerrado”, destacou.

O programa

Presente em 108 cidades de todas as unidades da Federação, com o apoio de 185 Organizações Militares, atualmente o PROFESP beneficia cerca de 26 mil crianças e jovens.

Em localidades como o arquipélago de Fernando de Noronha (PE) e o município de São Gabriel da Cachoeira, na fronteira do Amazonas com a Colômbia e Venezuela, há núcleos do programa. No último, a maior parte dos beneficiados é formada por crianças indígenas das etnias baré, baniwa e tukano.


Por Lane Barreto

Fotos: Alexandre Manfrim
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)

Ministério da Defesa
61 3312-4071

Fim do conteúdo da página