Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Páscoa Militar é celebrada em Brasília
Início do conteúdo da página

Páscoa Militar é celebrada em Brasília

Publicado: Quinta, 13 de Setembro de 2018, 17h58

Brasília, 13/09/2018 – Cerca de 900 militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de integrantes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar do Distrito Federal participaram da celebração da Páscoa Militar, nesta quinta-feira (13), no Santuário São Francisco de Assis, na capital federal.

A data é comemorada fora de época, com o consentimento da Igreja, e visa preservar a história do final da Segunda Guerra Mundial, quando a Força Expedicionária Brasileira (FEB) retornou ao Brasil após o período pascoal.

A cerimônia teve início com a entrada do Pavilhão Nacional, recepcionada pelo Grupamento dos Dragões da Independência, a condução até o altar da imagem de Nossa Senhora Aparecida e a execução do Hino Nacional.

Arcebispo dom Fernando José Monteiro Guimarães relembra retorno histórico da FEB após Segunda Guerra Mundial

Dom Fernando José Monteiro Guimarães, arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil, iniciou a solenidade saudando as autoridades militares e religiosas presentes. Em discurso, o religioso relatou o orgulho de presidir pelo Brasil afora a data. “Há quatro anos que assumi essa função, a cada ano, ao presidir essa celebração a emoção se torna maior”, declarou dom Fernando.

Ao relacionar a morte ocorrida em combate e a morte com ressureição celebrada na Páscoa, dom Fernando fez um paralelo entre a profissão militar e religiosa, ambas apontadas por ele como um “sacerdócio”.

Ainda sobre a profissão militar, ele falou sobre os sacrifícios exigidos pela careira e lembrou dos irmãos de farda mortos em batalha. “Os militares estão disponíveis até a concretizar o voto feito no dia da incorporação: de doar a vida, se necessário for, por esse país”, destacou.

O arcebispo expressou ainda admiração pela fé dos militares que, ao retornarem do conflito mundial, pediram pela celebração da cerimônia de Páscoa. E elogiou a coragem deles.

“Quando estudamos a campanha brasileira na Segunda Guerra Mundial percebemos o quanto de generosidade e sacrifício nossos heróis ofereceram longe do país”, ressaltou.

A instituição da Igreja Católica “Arautos do Pai” foi a responsável pelos cânticos durante a solenidade. Fundada no Brasil e presente em mais de 70 países, o grupo realiza trabalhos de evangelização.

Instituição da Igreja Católica “Arautos do Pai” foi a responsável pelos cânticos durante solenidade da Páscoa dos Militares

Participaram da cerimônia capelães militares de Brasília, o subchefe de Organismos Americanos do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, brigadeiro Carlos Minelli de Sá, o comandante Militar do Planalto, general Sergio da Costa Negraes, o comandante do 7º Distrito Naval, almirante Sérgio Nathan Marinho Goldstein, além de autoridades militares e religiosas.

Por Lane Barreto

Fotos: Alexandre Manfrim/MD
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página