Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Indústria Nacional de Defesa é tema de debate
Início do conteúdo da página

Indústria Nacional de Defesa é tema de debate

Publicado: Quarta, 25 de Julho de 2018, 14h38

Brasília, 25/07/2018 – Os desafios que o Brasil precisa enfrentar, para atender às necessidades de segurança e defesa, foram tema de debate promovido, na terça-feira (24), pelo Departamento da Indústria de Defesa (Comdefesa) da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp). A convite do departamento, o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna proferiu palestra, na sede da Fiesp, para cerca de 50 empresários do segmento.

Aos participantes, entre outros pontos o ministro ressaltou a importância da criação das unidades do Comdefesa, que já somam oito na Federação. A mais recente é a de Goiás, lembrou Silva e Luna. A existência desses departamentos é relevante para que os empresários do segmento fiquem atento às oportunidades, destacou o ministro.

Cerca de 50 empresários acompanharam palestra com panorama sobre o segmento

O responsável pela pasta lembrou que a missão das Forças Armadas é defender “um país com dimensões continentais, além do seu mar territorial e do espaço aéreo”. Em seguida, Silva e Luna ressaltou que além da necessidade estratégica de investir em defesa, o segmento também é indutor do desenvolvimento econômico do país.

No âmbito da agenda regulatória para a defesa, o ministro pontuou políticas e diretrizes adotadas, como a Política Nacional de Exportação e Importação de Produtos de Defesa, a Política Nacional de Indústria de Defesa e a Diretriz de Interoperabilidade de Produtos de Defesa. Essa última, em fase de conclusão, incentiva a produção de equipamentos que atendam tanto às necessidades das Forças Armadas quanto às de segurança do país.

À plateia, Silva e Luna ainda destacou a participação ativa da pasta na formulação e implementação das políticas de comércio exterior que impactam positivamente no setor de defesa. Ele também enumerou as principais ações realizadas pelo ministério para fomentar a indústria voltada para o segmento. Lembrou aos presentes sobre iniciativas para financiamento dos produtos de defesa e a integração da base internacional de defesa latino-americana.

Ao fim da apresentação, o ministro respondeu a algumas das dúvidas dos participantes. Satisfeito com os esclarecimentos prestados, o diretor titular do Departamento de Defesa e Segurança da Fiesp, Carlos Erane de Aguiar, agradeceu a presença de Silva e Luna ressaltando a parceria do ministério com a Fiesp.

Por Margareth Lourenço

Foto: Fiesp

Fotos: CB Rafael Medeiros/Exército
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página