Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Novo arcebispo do Ordinariado Militar toma posse e celebra sua primeira missa
Início do conteúdo da página

Novo arcebispo do Ordinariado Militar toma posse e celebra sua primeira missa

Publicado: Quarta, 08 de Outubro de 2014, 11h59

Brasília, 08/10/2014 - Em uma cerimônia carregada de emoção e fé, tomou posse nesta terça-feira (08), na Catedral Militar Rainha da Paz, em Brasília (DF), o novo arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil: dom Fernando José Monteiro Guimarães. 

O quarto arcebispo a ocupar o cargo do Ordinariado Militar do Brasil substitui dom Osvino José Both, que, pelas normas canônicas, deixou o cargo ao completar 75 anos de idade.

O rito de posse canônica iniciou-se com a leitura das Letras Apostólicas, que registra a nomeação do pastor da família militar, e palavras do arcebispo dom Giovanni d´Aniello, núncio apostólico no Brasil.

O núncio apostólico agradeceu a missão pastoral de dom Osvino e desejou ao novo pastor êxito e "que continue o trabalho do antecessor guiando o seu rebanho com segurança".

Em seu discurso de despedida, o arcebispo emérito dom Osvino agradeceu a presença dos convidados e autoridades, secretários do Ministério da Defesa, comandantes das Forças Armadas, oficiais-generais da Marinha, Exército e Aeronáutica, militares das Forças Auxiliares, sub-oficiais, soldados, capelões, diáconos e familiares.

Muito emocionado, dom Osvino lembrou dos 24 anos de ofício eclesiástico e da satisfação em prestar assistência religiosa aos militares e seus familiares. Com a voz embargada, o arcebispo, que continuará a servir a Igreja Católica em Brasília, agradeceu os colaboradores do Ordinariado e desejou a felicidades a dom Fernando no trabalho de conduzir o rebanho militar.

Representando o ministro Celso Amorim, coube ao secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, dar as boas vindas a dom Fernando.

Em sua mensagem, o secretário lembrou que marinheiros, soldados e aviadores são homens de fé em suas missões, inclusive, com o sacrifício de suas próprias vidas.

Agradecimento

Em um breve discurso de agradecimento, o novo arcebispo declarou que assume a missão na fé e em obediência ao Santo Padre, o papa Francisco, que o nomeou para o cargo.

Estiveram presentes à solenidade religiosa, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, José Elito Siqueira, os comandantes da Marinha, almirante Julio Soares de Moura Neto; do Exército, general Enzo Martins Peri; o brigadeiro Luiz Carlos Teciotti (todos na foto acima), representando o comandante da Aeronáutica, Juniti Saito; além de oficiais e generais das Forças Armadas, militares das Forças Auxiliares (Polícia Militar e Corpo de Bombeiros), e demais autoridades civis e eclesiásticas.

Atos

Em seguida, o arcebispo emérito dom Osvino entregou ao novo titular da Igreja Militar no Brasil o báculo, que lembra um cajado usado pelos pastores na condução de ovelhas.

Este báculo, que simboliza o serviço pastoral do arcebispo, foi usado pelo primeiro arcebispo militar do Brasil, dom Geraldo do Espírito Santo Ávila.

Logo após, em sinal de júbilo, estima, amizade e afeto episcopal, dom Fernando recebeu os cumprimentos de arcebispos e bispos.
Dando prosseguimento a solenidade foi feita a leitura da posse canônica e assinatura da ata pelas autoridades.

Dom Fernando agradeceu os convidados celebrando sua primeira missa como arcebispo militar. Na homilia, ele reiterou a sua fé de oferecer assistência espiritual a oficiais, praças e familiares em suas angústias.

Para sua missão de bispo da Igreja Militar, dom Fernando escolheu o lema “Cor Nostrum Ardens” (Nosso coração ardia!). O lema foi tirado do Evangelho Segundo Lucas, que descreve o encontro de dois discípulos com o Ressuscitado, no caminho de Emaús. O coração ardente é também uma referência a Santa Terezinha, que escreveu: “no coração da Igreja, minha Mãe, eu serei o Amor”. 

O novo Arcebispo

No dia 6 de agosto de 2014, dom Fernando foi nomeado pelo Papa Francisco como arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil.
O novo arcebispo militar vai coordenar 150 capelanias instaladas em organizações militares no país e no exterior.
Dom Fernando nasceu em Pernambuco. Entrou para o Seminário Menor dos Redentoristas em Garanhuns em 1958. Foi ordenado sacerdote em 1971.

Pelas mãos do papa Bento XVI foi nomeado bispo, em 2008. Assumiu diversas funções na atividade pastoral da Igreja no Brasil. Foi membro do Supremo Tribunal da Signatura Apostólica, presidente da Comissão Episcopal para a implementação do Acordo Brasil-Santa Sé e consultor da Congregação para as Causas dos Santos, na Cúria Romana.

Ordinariado Militar do Brasil

O Ordinariado Militar do Brasil é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, subordinada diretamente à Santa Sé. Por força da Constituição Apostólica Spirituali Militum Curae, de 21 de abril de 1986, passou a ser Ordinariado Militar, depois do acordo diplomático entre a Santa Sé e a República Federativa do Brasil, assinado em 23 de outubro de 1989.

A Sé episcopal está na Catedral Militar Santa Maria dos Militares Rainha da Paz, na cidade de Brasília, no Distrito Federal. O Ordinariado Militar organiza e coordena os serviços de todas as capelanias militares católicas do Brasil.

A assistência religiosa aos militares é prestada dentro dos quartéis e nos lugares próprios reservados aos membros das Forças Armadas e Auxiliares (Polícias Militares e Corpo de Bombeiros), familiares e dependentes.

Fotos: Jorge Cardoso
Assessoria de Comunicação
Ministério da Defesa
61 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página