Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Uma carreira de devoção ao Estado, diz ministro Amorim aos cadetes formados pela Aman
Início do conteúdo da página

Uma carreira de devoção ao Estado, diz ministro Amorim aos cadetes formados pela Aman

Publicado: Sábado, 30 de Novembro de 2013, 15h53

 Uma carreira de devoção ao Estado, diz ministro Amorim aos cadetes formados pela Aman
Uma carreira de devoção ao Estado, diz ministro Amorim aos cadetes formados pela Aman
Brasília, 30/11/2013 – A carreira militar escolhida por 406 cadetes que hoje concluíram oficialmente o curso da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) representa a devoção ao Estado. A avaliação foi feita pelo ministro da Defesa, Celso Amorim, ao participar da cerimônia de formatura dos aspirantes na sede de uma das mais importantes academias das Forças Armadas, situada em Resende, na região sul do Estado do Rio.

Para o ministro, os novos formandos terão pelo caminho enormes desafios num momento em que o Brasil ganha destaque no cenário internacional. Segundo Amorim, entre outros fatores, eles terão a tarefa de se fazer presente, por exemplo, na faixa de fronteira brasileira com os vizinhos sul-americanos, ou até mesmo em missões de paz sob a liderança das Organizações das Nações Unidas (ONU), como ocorre atualmente no Haiti e no Líbano.

A presidenta Dilma Rousseff também enviou mensagem lida durante a formatura na qual exalta a importância dos aspirantes. Segundo a presidenta, a partir de agora os cadetes terão a responsabilidade aumentada, devendo ser competentes e participativos na proteção do Brasil.

Formatura na Aman

A cerimônia na Aman marcou a formatura de 406 cadetes, sendo 10 de nações amigas (cinco de Moçambique, um da Bolívia, um de Cabo Verde, um de El Salvador, um do Peru e um de São Tomé e Príncipe), da turma general Carlos de Meira Mattos. O ponto marcante do evento se deu com a saída dos cadetes pelo portão central que, simbolicamente, após quatro anos de estudos intensos, representa que estão preparados para desempenharem suas funções no Exército.

O evento teve início com a chegada do ministro Amorim à sede da Aman, sendo recebido com honras militares. Após a homenagem, Amorim e o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, se deslocaram ao prédio do comando da academia. Minutos depois, já no palanque principal, começou o ato com a entrada dos cadetes ao pátio “Tenente Moura”. Coube ao aluno Guilherme Sauthier Monteiro transportar a espada de Caxias – Patrono do Exército Brasileiro - até a proximidade das autoridades civis e militares.

Uma carreira de devoção ao Estado, diz ministro Amorim aos cadetes formados pela Aman
Uma carreira de devoção ao Estado, diz ministro Amorim aos cadetes formados pela Aman


Em seguida, cadetes conduziram as bandeiras do Brasil e os pavilhões representativos da Força Terrestre. Depois se deu a entrega de espadas aos novos aspirantes. Coube ao ministro Amorim conferir a arma ao cadete Guilherme Pereira Calixto, primeiro colocado entre os formandos de 2013.

Agulhas Negras

Único estabelecimento de ensino que forma oficiais combatentes de carreira do Exército, a Aman tem na grade curricular disciplinas ligadas às ciências humanas, aplicadas, sociais e bélicas. Ao término do curso, o aluno é declarado aspirante a oficial e recebe o grau de bacharel em Ciências Militares.

Durante quatro anos, os cadetes participam de diversas atividades como, por exemplo, treinamento físico militar, instruções de tiro e fuzil, estágio de instrução especial, prática equestre, entre outros. Naturais de todas as regiões do Brasil, após formados, os aspirantes serão assim distribuídos: 87 para o Sudeste, 159 para o Sul, 26 Nordeste, 59 Norte e 65 para o Centro-Oeste.

Fotos: Felipe Barra

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4070

registrado em:
Fim do conteúdo da página