Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Exército e FAB apoiam ação de saúde indígena no Amazonas
Início do conteúdo da página

Exército e FAB apoiam ação de saúde indígena no Amazonas

Publicado: Quinta, 27 de Outubro de 2016, 13h40

Brasília, 27/10/2016 – Novembro será o mês para dedicação exclusiva da saúde dos indígenas. Com apoio logístico de militares do Exército e da Aeronáutica será realizada a 36ª  Expedição Cirúrgica e Clínica à Amazônia. A ação oferece atendimento médico e cirúrgico à população do Alto Rio Negro, município de São Gabriel da Cachoeira (AM), e entorno. O Ministério da Defesa colocará à disposição aeronaves, viaturas, embarcações para o transporte dos profissionais de saúde e de um complexo hospitalar até a região, bem como militares das Forças Armadas.

Realizada em parceria com a Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde (SESAI/MS), Associação Expedicionários da Saúde (EDS) e  Fundação Nacional do Índio (FUNAI), além de lideranças indígenas locais, entre os dias 8 a 26 de novembro, a expedição fará mutirão de cirurgias para o tratamento inédito de tracoma/triquíase, na região de Iauareté, localizado às margens do Rio Negro. O trabalho executado pelo MD, SESAI/MS, EDS e FUNAI é considerado de grande importância no combate ao tracoma, doença que pode levar a perda da visão.

Foto: Divulgação/ Expedicionários da Saúde
Durante esta ação indígenas terão cirúrgias inéditas de tracoma/triquíase
Durante esta ação indígenas terão cirúrgias inéditas de tracoma/triquíase

Haverá ainda tratamentos com foco em cataratas, hérnias e atendimento clínico especializado como pediatria e ginecologia na comunidade indígena de Assunção do Içana.  A expectativa  é de realizarem, nesta expedição, mais de 2,5 mil atendimentos especializados e cerca de 300 cirurgias.

Isso só será possível em função do trabalho logístico do Exército e da FAB. “Não há possibilidade do sistema de saúde fazer esse tipo de mutirão sem o apoio das Forças Armadas. Não existem voos comerciais e nem barcos que possam ser empregados no transporte de materiais e, às vezes, até mesmo pacientes”, destaca o gerente na subchefia de Operações do MD, coronel da Aeronáutica Júlio Cezar Pontes.

Segundo o Ministério da Saúde, uma estrutura será montada no meio da floresta amazônica para os atendimentos. A Força Aérea será a responsável pelo embarque da equipe médica de Campinas (SP) para Manaus (AM) e, em seguida, para São Gabriel da Cachoeira (AM). Aproximadamente 19 mil quilos de medicamentos e materiais serão transportados por caminhões baú, barcos e balsas até os locais de atendimento. Exército e FAB trabalham nessa logística entre os dias 31 de outubro a 5 de dezembro.

Foto: Rafael Salazar/ Expedicionários da Saúde
Medicamentos e materiais serão transportados por barcos e balsas das Forças Armadas como aconteceu em edições anteriores
Medicamentos e materiais serão transportados por barcos e balsas das Forças Armadas como aconteceu em edições anteriores

“A 2º Brigada de Infantaria de Selva (BIS), em São Gabriel da Cachoeira, também irá colocar à disposição parte do efetivo militar e embarcações para a locomoção na região de difícil  acesso”, explica o coronel Pontes.

Com uma população estimada em 27.873 habitantes, distribuídas em 648 aldeias envolvendo 46 etnias, o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Negro será beneficiado pela ação do MS e o trabalho de voluntários do EDS.

De 2004 até os dias atuais, as equipes dos Expedicionários da Saúde contabilizam mais de cinco mil cirurgias e 36 mil atendimentos clínicos.

Tracoma

O tracoma é uma doença crônica causada por uma bactéria. A patologia tem uma fase inflamatória, transmissível, que ocorre predominantemente na infância, e outra cicatricial encontrada geralmente entre os adultos. Considerada a principal causa de cegueira em condição de prevenção, o tracoma ocorre em locais onde existem más condições socioeconômicas, falta de saneamento básico e higiene.

Por Lane Barreto
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071
 

 

Fim do conteúdo da página