Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Brasil será sede da CMDA em 2022

Cancún (México) - 09/10/2018 - Representantes de 30 países da Conferência de Ministros de Defesa das Américas (CMDA) escolheram, nesta terça-feira (9), o Brasil como sede da 15ª edição do evento, em outubro de 2022. Também no mesmo dia, o Chile foi confirmado como sede da próxima edição em 2020, durante a reunião da 13ª CMDA, que acontece em Cancún, no México.

Conferência reuniu ministros da Defesa de 30 países das Américas

O ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, que estava presente na conferência em Cancún, recebeu com satisfação a escolha do país, por unanimidade. "Na jornada de hoje da 13ª reunião da CMDA vários entendimentos foram decididos por unanimidade, entre eles, a escolha do Brasil para presidir a conferência. É um declarado voto de confiança, que compromete o Brasil a assumir posição de destaque na preservação da paz, da cooperação e do desenvolvimento do nosso continente", declarou.

Silva e Luna recebeu com satisfação escolha do país

Nesta terça-feira, o ministro Joaquim Silva e Luna manteve encontros bilaterais com Antígua e Barbados, Paraguai, Canadá e Haiti. Na segunda-feira (8), o ministro se reuniu com seus homólogos do Chile, Estados Unidos, México, Guatemala e Bolívia.

Participantes assinaram a Declaração de Cancún, que reafirma compromisso de cooperação em áreas de defesa e segurança

Ainda no final da manhã da terça-feira, os membros da CMDA aprovaram a Declaração de Cancún, documento que reafirma o compromisso dos países membros de cooperar em prol de interesses comuns nas áreas de defesa e de segurança. 

Presidente do México, Enrique Peña Nieto, prestigiou o evento

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, esteve hoje (9) em Cancún e disse que as Forças Armadas mexicanas estão comprometidas com o combate ao narcotráfico e com a ajuda humanitária.

CMDA

A Conferencia de Ministros de Defesa das Américas (CMDA), criada em 1995, é uma reunião política multilateral de caráter internacional, integrada e dirigida pelos Ministérios de Defesa do continente americano, com a autorização dos governos de seus respectivos países. Promove o conhecimento recíproco e o intercâmbio de idéias a nível ministerial no campo da defesa e a segurança hemisférica em 34 países do continente americano.

Em 2000, o Brasil sediou a quarta edição do encontro, na capital do estado do Amazonas, Manaus. Durante o ciclo 2017-2018, cinco grupos de trabalho que se debruçaram sobre temas como mecanismos de cooperação, assistência humanitária, meio ambiente, equidade de genêro, meio ambiente, entre outros.

Por Alexandre Gonzaga

Fotos: Divulgação/MD


Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página