Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Áudios > Ao receber Navio Bahia, Dilma garante recursos para projetos de defesa
Início do conteúdo da página
Áudios

Ao receber Navio Bahia, Dilma garante recursos para projetos de defesa

Publicado em Sexta, 08 de Abril de 2016, 15h29 | Voltar à página anterior


Duração: 2'28" | CONFIRA O ÁUDIO ANEXO

08/04/2016

REPÓRTER: Durante a cerimônia de incorporação à Marinha do Brasil do Navio Doca Multipropósito Bahia, a presidente Dilma Rousseff ressaltou a capacidade operacional da Marinha e garantiu recursos orçamentários para a continuidade dos projetos estratégicos da Defesa. Dilma anunciou que na proposta de revisão da lei orçamentária de dois mil e dezesseis, enviada ao Congresso Nacional, foi incluído abatimento na meta de superávit de três bilhões e meio de reais a serem destinados ao Ministério da Defesa.

SONORA: presidenta da República, Dilma Rousseff: Não podemos, no entanto, nos descuidar da defesa da nossa soberania, motivo pelo qual é necessário investir sempre e mais na capacitação de nossas Forças Armadas. Mesmo em uma fase de ajustes, temos nos esforçado para dar sequência aos projetos estratégicos das Forças Armadas.

REPÓRTER: A cerimônia de incorporação do Navio Doca Multipropósito Bahia ocorreu no Porto de Salvador. A uma plateia composta por oficiais militares, autoridades federais, estaduais e municipais, diplomatas e jornalistas, o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, agradeceu à presidenta o reconhecimento de seu governo à agenda de defesa.

SONORA: ministro da Defesa, Aldo Rebelo: Em nome do Ministério da Defesa, quero aqui registrar meu agradecimento pela presença e por esse gesto que reconhece a agenda de defesa como prioridade na agenda do Brasil. O navio oferece à Marinha diversas atividades operacionais, pode ser navio no transporte de embarcações e equipamentos militares, no transporte de tropas, navio no atendimento quando se converte em navio hospital.

REPÓRTER: O Navio Bahia foi projetado para transportar tropas, veículos, helicópteros e munição diretamente para uma área de operações, o que irá agregar à Força Naval brasileira importante capacidade de apoio logístico. Também irá operar em grandes áreas oceânicas e na proteção de plataformas marítimas de petróleo, e contribuirá para o emprego do Poder Naval, na defesa das águas jurisdicionais brasileiras, colaborando com as ações da  Marinha realizadas em parceria com órgãos internacionais e em apoio à política externa do País.

Reportagem: Aline Reis
Locução: Fabrício Lázaro

registrado em:
Fim do conteúdo da página