Acessibilidade Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Defesa premia vencedores em concurso de monografias
Início do conteúdo da página

Defesa premia vencedores em concurso de monografias

Publicado: Quinta, 07 de Dezembro de 2017, 17h52

Brasília, 07/12/2017 - Jovens estudantes de diversas Instituições de Ensino Superior do País receberam, nesta quinta-feira (07),  na sede do Ministério da Defesa (MD), na capital federal, a premiação pelos trabalhos vencedores do III Concurso de Monografias sobre Defesa Nacional, promovido pela Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD). Foram premiados os seis melhores trabalhos, além de duas menções honrosas. No total, 39 trabalhos concorreram à terceira edição do Concurso de Monografias.

Na solenidade, o secretário-geral do Ministério da Defesa (MD), general Joaquim Silva e Luna, destacou a importância do prêmio, que visa incentivar a produção acadêmica e científica sobre temas que envolvem a segurança internacional e a defesa nacional. "Cumprimento aos agraciados por ter acatado nosso convite de participar deste concurso. Tivemos participantes de metade dos estados da federação. Os temas apresentados foram bastante abrangentes e significativos. Sabemos o quanto é trabalhoso uma monografia", disse o general durante seu discurso.

No início do evento de premiação, o secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, falou sobre a responsabilidade da pasta em disseminar o tema de defesa nacional para a sociedade. "Nós buscamos, com várias atividades, atingir este objetivo. Além desta ação, nós temos ainda o Projeto Rondon. Também todos os anos realizamos um congresso nas academias militares, no qual integramos 200 estudantes, junto com nossos cadetes, com a finalidade de discutirem temas de defesa", declarou o secretário.

Fotos: Sgto Manfrim/MD
Os gaúchos Rodrigo, Lauriane e Josiane estão entre os agraciados no Concurso
Os gaúchos Rodrigo, Lauriane e Josiane estão entre os agraciados no Concurso

O estudante Thiago Pacheco, de 22 anos, formado em Relações Internacionais, pela Universidade Federal Flumininse (UFF), foi o primeiro colocado no concurso e recebeu um prêmio no valor de R$ 6 mil reais. Para ele, o prêmio é uma motivação para pesquisas na área de defesa. "É um tema que ainda não é de tanto conhecimento dos universitários", disse o estudante.

Thiago apresentou o tema "O impacto de Incentivos na Expansão e no Declínio da Indústria de Defesa Brasileira: o Caso da Inserção de Grandes Conglomerados". Segundo o estudante, os incentivos governamentais estão diretamente relacionados com a demanda ou não à indústria de defesa. "Quando temos um ambiente favorável e o Estado propicia segurança e previsibilidade de programas e investimentos, e fomenta inovação nas empresas, aliadas a institutos de ensino e pesquisa, o setor se torna mais atrativo, e até mesmo, atraiu empresas de outras áreas, gerando emprego e renda, melhorando nossas capacidades e meios para garantir a nossa soberania nacional", comentou.

Autoridades do MD e convidados participaram da solenidade
Autoridades do MD e convidados participaram da solenidade

O gaúcho Rodrigo Pasqualini Milagre, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi o segundo colocado com o tema "Cooperação em Inteligência na União Europeia: entre a Segurança Nacional e a Integração Regional". Pelo trabalho, Rodrigou recebeu a quantia de R$ 5 mil reais. Formado em Relações Internacionais, em 2016, Rodrigo ressaltou que a pesquisa foi muito gratificante. "Foi uma honra ter sido selecionado e receber esta distinção", contou Rodrigo.

De Santana do Livramento (RS), Lauriane Cruz Aguirre ficou em quinto lugar. Estudante da Universidade Federal do Pampa, Lauriane apresentou o trabalho "O Brasil e o Binômio Segurança e Cooperação: a Força Interina das Nações Unidas no Líbano e a Agência Brasileira de Cooperação (2006-2011)".  "A atuação da Marinha do Brasil no Líbano é pioneira. Este prêmio é um encorajamento para desenvolver mais pesquisas em torno das missões de paz que o Brasil participa", explicou Lauriane.

O programa espacial indiano foi assunto tratado por Josiane Simão Sarti, também da UFRGS e que recebeu o prêmio pelo sexto lugar. "Os temas de defesa nacional sempre me foram muito caros e no meu trabalho de conclusão eu abordei a evolução histórica do programa espacial da Índia e suas implicações estratégicas. O país é um grande parceiro comercial do Brasil no Brics e o programa espacial indiano tem um desenvolvimento extraordinário. Eles criaram o programa ao mesmo tempo que o Brasil e chegaram em patamares de desenvolvimento desde bases de lançamento, tipos de satélites, tecnologias em sítios, comunicações e defesa que são bem notáveis no sistema internacional", afirmou a estudante, que atualmente cursa o mestrado em Ciências Militares, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

As catarinenses Maria Luisa e Mariana também venceram o Concurso de Monografias
As catarinenses Maria Luisa e Mariana também venceram o Concurso de Monografias

A catarinense Maria Luisa Lange, da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, ficou em terceiro lugar apresentando o trabalho "O Processo de Paz entre o Governo de Juan Manuel Santos e as FARC: uma Análise à luz da Escola de Copenhague". Atualmente, a estudante é empreendedora . "No momento que eu fiz esta análise sobre o primeiro processo de diálogo entre um governo e um grupo chamado de terrorista foi gratificante analisar um episódio tão único dentre as Relações Internacionais", completou.

De Blumenau (SC), Mariana Guanabara expôs o trabalho de securitização do ebola pelas Nações Unidas e recebeu uma menção honrosa no Concurso de Monografias. "Foi a primeira vez e única vez que o Conselho de Segurança securitiza um tema da área de saúde em toda a história das Nações Unidas", observou.

O Concurso

Criado em 2012, como atividade regular e bienal do Ministério da Defesa, o Concurso de Monografias é realizado nacionalmente e destinado a ex-alunos e alunos matriculados em cursos de graduação reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). O Concurso se realiza em alternância ao Concurso de Dissertações e Teses, ambos versando sobre Defesa Nacional.

Para a realização do concurso, é publicada uma Portaria de abertura das inscrições e o respectivo regulamento, contendo as informações necessárias a sua realização. Todas as monografias inscritas são submetidas a uma Comissão Julgadora, composta por servidores do Ministério da Defesa e acadêmicos.

Veja aqui a relação dos ganhadores e os trabalhos completos.

 

Por Alexandre Gonzaga

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Fim do conteúdo da página