Acessibilidade Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Operação Rio quer Segurança e Paz: 950 militares das Forças Armadas atuam na Rocinha
Início do conteúdo da página

Operação Rio quer Segurança e Paz: 950 militares das Forças Armadas atuam na Rocinha

Publicado: Sexta, 22 de Setembro de 2017, 20h39

Brasília, 22/09/2017 – As Forças Armadas atuam, desde a tarde desta sexta-feira (22), com 950 militares da Marinha, Exército e Aeronáutica na comunidade da Rocinha, em apoio aos órgãos de segurança pública do estado do Rio de Janeiro e na Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Os militares chegaram ao local por volta das 15h30, para ocupação dos acessos, controle de estradas e trânsito. As tropas realizaram uma operação de cerco, ocupando pontos estratégicos, de forma a liberar efetivos da Polícia Militar para atividades dentro da comunidade, em cumprimento a mandados de busca e apreensão e ações de prisão.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o apoio das Forças Armadas permanecerá na Rocinha até que a situação seja estabilizada em prol da segurança da população. "Continuamos à disposição do governo do Rio de Janeiro, das Forças de Segurança e particularmente, da população do Rio de Janeiro que quer paz e segurança", afirmou o ministro.

Além de militares estão sendo empregadas mais de 10 viaturas blindadas e helicópteros das Forças, que realizam o controle do espaço aéreo e o reconhecimento de áreas. .

Pela manhã, o ministro Jungmann esteve em reunião com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. O ministro conversou com a procuradora sobre a necessidade da criação de uma força-tarefa dedicada ao Rio, composta por integrantes do Ministério Público Federal, Justiça Federal e Polícia Federal, e que atuariam na investigação do crime organizado. “A procuradora ficou de analisar e nos dar uma resposta em breve”, afirmou Jungmann.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em seguida, o ministro da Defesa foi ao Palácio do Planalto para discutir com o presidente Temer o emprego das Forças Armadas na Rocinha. Ao final do encontro, Jungmann confirmou a atuação dos militares na Rocinha. “Entrei em contato com o chefe do Estado-Maior Conjunto aqui em Brasília e também com o general Braga Neto, comandante militar do Exército, no Comando Militar do Leste e, então, com eles discuti o assunto e foi autorizada a operação do Exército e de mais Forças necessárias para que seja feito o cerco na Rocinha”, declarou aos jornalistas no Palácio do Planalto.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Assessoria de Comunicação
Ministério da Defesa
61 3312-4071

registrado em:
Fim do conteúdo da página