Acessibilidade Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Operação Rio quer Segurança e Paz: ministro Jungmann e governador Pezão anunciam medidas sociais
Início do conteúdo da página

Operação Rio quer Segurança e Paz: ministro Jungmann e governador Pezão anunciam medidas sociais

Publicado: Quinta, 21 de Setembro de 2017, 18h24

Rio de Janeiro, 21/09/2017 - O ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o governador do estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, se encontraram nesta quinta-feira (21) à tarde, no Palácio Laranjeiras, para tratar de ações da Operação "Rio quer Segurança e Paz". Em pronunciamento, eles anunciaram um pacote do governo federal na área social, que será apresentado, até a segunda quinzena de outubro, pelo presidente da República, Michel Temer, para integrar as operações no estado. "Estaremos aqui com um programa que complementa os eixos de segurança,  defesa e inteligência. As operações conjuntas seguirão normalmente", garantiu Jungmann.

Foto: Governo do estado do RJ

O ministro disse ainda que amanhã (22) deve se encontrar com a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para pedir suporte nas operações."Vamos pedir uma força-tarefa que seja dedicada ao Rio de Janeiro, com o apoio do Ministério Público", afirmou Jungmann.  Sobre o pedido de pontos para serem patrulhados no Rio, o ministro adiantou que o governo do estado está concluindo um levantamento."Assim que recebermos, vamos analisar com toda a boa vontade."

O governador Pezão agradeceu o apoio do governo federal. "Quero agradecer o empenho e a disponibilidade do presidente Temer, que prontamente atendeu o pedido do Rio de Janeiro no uso da Garantia da Lei e da Ordem e na atuação das Forças Armadas. É um processo novo na área de segurança pública", ressaltou Pezão.

Pela manhã, o ministro Jugmann esteve na sede da Fecomércio RJ, no Centro do Rio, para conhecer o Projeto Segurança Presente, uma iniciativa da entidade, que visa contribuir na busca de soluções para a área de segurança pública. O presidente da Fecomércio, Orlando Santos Diniz, foi quem apresentou o projeto. "Recebemos hoje aqui o ministro Jungmann e tratamos dos temas: roubo de carga, informalidade, reforma das polícias e segurança pública", Orlando declarou aos jornalistas após a apresentação.

Foto: Fecomércio/RJ

Jungmann parabenizou a entidade. "A gente espera que muitas iniciativas como essa venham a ocorrer. É uma exigência do povo do Rio de Janeiro, da opinião pública.Temos que cada vez mais melhorar o nosso desempenho e nossos times tem que trabalhar unidos, coesos e em favor da população", disse na conversa com a imprensa. O ministro comentou também os dados parciais do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro, que apontam uma redução na criminalidade.

O ministro da Defesa explicou aos jornalistas que as Forças Armadas atendem por demanda dos órgãos de inteligência e prestam apoio à segurança pública. "A tropa não vai para rua sem um grau de detalhamento e planejamento", falou Jungmann. Ele afirmou ainda que as operações conjuntas seguirão normalmente.

Por Alexandre Gonzaga

Assessoria de Comunicação
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Fim do conteúdo da página