Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está em: Página inicial
Início do conteúdo da página

24 de maio

Publicado em Quinta, 05 Maio 2016 18:22 | Última atualização em Quinta, 05 Maio 2016 18:26

Aniversário da Batalha de Tuiuti
1866 — Primeira batalha de Tuiuti: o exército aliado apresentou nessa batalha 32 mil homens, sendo 21 mil brasileiros, sob o comando do general Manoel Luís Osório, então recém-nomeado barão de Herval, 10 mil argentinos e 1.200 uruguaios. O presidente da República Argentina, general Bartolomeu Mitre, comandava os argentinos e era ao mesmo tempo o general em chefe dos exércitos aliados; o general Venâncio Flores, presidente do Uruguai, dirigia os orientais e tinha às suas ordens algumas forças destacadas do Exército brasileiro e do argentino.

O centro e a esquerda da linha dos aliados eram ocupados pelos brasileiros, e no centro estavam também as tropas uruguaias. Os argentinos formavam a ala direita do exército aliado. Contra os brasileiros e uruguaios, o presidente do Paraguai Francisco Solano López, lançou 18 mil homens, em três divisões, e contra os argentinos, uma divisão com efetivo de 6.300 homens. Ficaram mortos campo seis mil paraguaios mortos e 370 prisioneiros, e entraram para os seus hospitais sete mil feridos. Foram tomados pelos brasileiros quatro canhões, duas bandeiras e um estandarte; pelos orientais, uma bandeira; pelos argentinos, três estandartes. Os orientais perderam a bandeira de um dos seus batalhões; e os argentinos, dois estandartes de cavalaria. As baixas do pessoal no exército aliado foi de 3.913 mortos e feridos, sendo brasileiros 3.011, argentinos 606 e uruguaios 296.

O principal esforço paraguaio foi dirigido contra a divisão do general Antônio de Sampaio, que por isso sofreu grandes perdas. Sampaio foi ferido mortalmente e faleceu em viagem para Buenos aires. foram feridos levemente os generais Osório e Guilherme de Sousa; mortos, os comandantes Rocha Galvão, do 3º de voluntários (Bahia), e Inocêncio Cavalcanti de Albuquerque, do 55º(Pernambuco), além de 60 outros oficiais; feridos, 169 oficiais brasileiros, entre os quais Guimarães Peixoto (do 1º de infantaria), doutor Pinheiro Guimarães (do 4ºde voluntários do rio de Janeiro), Mallet (do 1ºregimento de artilharia) e mais 11 comandantes.

Dia da Infantaria do Exército

No dia 24 de maio, comemora-se o "Dia da Infantaria", data do aniversário do seu patrono, Brigadeiro Antônio de Sampaio. Este honrado militar passou por diversos cargos no Exército, foi de Alferes a Brigadeiro. Por ter dedicado toda sua vida à Infantaria, em 1940, foi declarado o Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro. A Infantaria é a mais antiga Arma do Exército e é formada por soldados que podem combater em todos os tipos de terreno e sob quaisquer condições meteorológicas, além de poderem utilizar vários meios de transporte para irem para o campo de batalha.

registrado em:
Fim do conteúdo da página