Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está em: Página inicial > Auditoria
Início do conteúdo da página

Auditoria

Publicado em Segunda, 21 Outubro 2013 16:03 | Última atualização em Quinta, 02 Abril 2015 11:48

A auditoria tem o objetivo de avaliar a gestão pública por meio de processos e resultados.É um importante mecanismo de controle adotado pelo Estado, com foco na melhor alocação dos recursos públicos para corrigir os desperdícios, improbidade, negligência e omissão. Além disso, cabe à auditoria antecipar-se à ocorrência de fatos lesivos e, ainda, garantir os resultados esperados pelas políticas públicas.


No Ministério da Defesa, os trabalhos de auditoria e outras ações de controle são realizados pela Secretaria de Controle Interno (Ciset), que atua sobre as unidades da Administração Central do MD.

O papel da Secretaria de Controle Interno (Ciset)
Estrutura da Secretaria de Controle Interno (Ciset)
Titulares dos cargos da Ciset

Tipos de auditorias realizadas pela Ciset:

Auditorias Anuais de Contas – Ocorrem regularmente a cada ano e envolvem a prestação de contas dos gestores em órgãos e fundos geridos pelo Ministério da Defesa. Depois de realizadas, são encaminhadas ao Tribunal de Contas da União (TCU), em processo específico, instruído nos termos da legislação (relatório de gestão; relatórios e certificados de auditorias; pareceres do órgão de controle interno; e pronunciamentos do ministro de Estado). Cabe ao TCU julgar a regularidade da gestão dos agentes responsáveis.

Secretaria-Geral
Secretaria de Organização Institucional (Seori)
Fundo do Ministério da Defesa (FMD)
Fundo do Serviço Militar (FSM)
Representação do Brasil na Junta Interamericana de Defesa (RBJID)
Hospital das Forças Armadas (HFA)
Escola Superior de Guerra (ESG) 
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam)

Auditorias de Acompanhamento da Gestão – São realizadas, ao longo do exercício, com o objetivo de atuar em tempo real sobre os atos efetivos de gestão, para corrigir eventuais distorções ao desempenho da missão institucional.

Secretaria de Organização Institucional (Seori)
Fundo do Ministério da Defesa (FMD)
Fundo do Serviço Militar (FSM)
Representação do Brasil na Junta Interamericana de Defesa (RBJID)
Hospital das Forças Armadas (HFA)
Escola Superior de Guerra (ESG)
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) 
Secretaria de Produtos de Defesa (Seprod)
Programa Calha Norte

Auditorias Operacionais – Conhecidas como Auditorias de Acompanhamento de Programas de Governo, visam emitir opinião sobre a gestão quanto aos aspectos da eficiência, da eficácia e da economicidade, bem como auxiliar a administração na gerência e nos resultados, por meio de recomendações voltadas ao aprimoramento dos procedimentos, melhoria dos controles internos administrativos e ampliação da responsabilidade gerencial.

– Secretaria de Coordenação e Organização Institucional (Seori)

Exercício 2011
Exercício 2010
Exercício 2009
Exercício 2008
Exercício 2007

– Hospital das Forças Armadas (HFA)

Exercício 2014

Relatório nº 027 - Geori - 23 de abril 2014
Relatório nº 017 - Geori - 17 de março 2014

Exercício 2013

Relatório nº 010 - Geori - 07 de março 2013
Relatório nº 003 - Geori - 20 de fevereiro 2013

Exercício 2012

- Relatório nº 016 - Geori - 16 de março 2012
- Relatório nº 007 - Geori - 01 de março 2012

Exercício 2011
Exercício 2010
Exercício 2009
Exercício 2008
Exercício 2007

Tomadas de Contas Especiais – Trata-se de um instrumento de que a Administração Pública dispõe para ser ressarcida de eventuais prejuízos que lhe forem causados. O processo é revestido de rito próprio, sendo instaurado somente depois de esgotadas as medidas administrativas para reparação do dano.

Exercício 2013
Exercício 2012
Exercício 2011
Exercício 2010
Exercício 2009
Exercício 2008
Exercício 2007

A Ciset pode ainda realizar, sob demanda, auditorias especiais e contábeis, consoante os termos da Seção II da IN/SFC nº 01, de 06 abril de 2001.

As auditorias podem ser realizadas diretamente pela Ciset-MD ou com a contribuição das unidades de controle interno dos Comandos das Forças (integrada). A legislação prevê ainda a possibilidade de participação de unidades de auditoria de outras entidades governamentais interessadas na matéria (compartilhada).

 

Fim do conteúdo da página